Artigos e notícias:

Novidades com Marcello Pepe

Marcello Pepe

15/06/2004 01:00

Nascer, morrer, renascer

Por Marcello Pepe


Se pensarmos em quando estávamos dentro do ventre materno, envoltos e embebidos por um líquido que nos alimentava e nos bastava e um cordão umbilical que nos abastecia do oxigênio necessário para o desenvolvimento e manutenção de nossas funções vitais, podemos comparar este período de nove meses com algumas fases de nossas vidas.

Muitas verdades absolutas nos são enfiadas ‘goela abaixo’, formando nosso conjunto de realidades indiscutíveis. Paradigmas intransponíveis. O nosso meio, que é, ao mesmo tempo, nosso fator limitante, nos ensina que tentar algo novo, fugir do lugar comum, pode ser perigoso. Aliás, sempre foi assim, não há de ser diferente agora...

Precisamos aceitar que nossa vida, tal como é vivida, tem que chegar ao fim o quanto antes. Temos que compreender que, para se construir um prédio, temos que limpar o terreno. Temos que remover os conceitos antigos e pensarmos ‘fora da caixa’. Devemos buscar a morte, ah, sim!

Não uma última morte. Nada disso! Mas, sim, uma morte que se assemelha a uma metamorfose da alma. Para renascermos, precisamos nos desligar da vida que vivemos. Precisamos abdicar dos benefícios e das muletas morais nas quais vivemos nos apoiando.

Seria o mesmo que acontece com o bebê no ventre da mãe? Quando ele se sente preparado para deixar aquela vida confortável, morna, dependente, para assumir os riscos de atravessar o canal do futuro. De sair à força de um mundo ao outro, para, novamente, nascer. Nascer para uma nova vida em um novo ambiente.

Tal como fizemos quando bebês, quando decidirmos nascer, a coragem e a força nos serão dadas para conseguirmos tirar todo o líquido amniótico daquela vida anterior. Vomitar tudo que nos colocaram dentro por tanto tempo, mesmo que nos tenham sido úteis, mesmo que nos tenham alimentado, mesmo que nos tenham sustentado. Uma forte tosse, um vômito, lágrimas e soluços que se alternam e abrem caminho para que o ar invada nossos pulmões e abasteça nossa nova vida e traga uma nova esperança à nossa alma.

É doloroso. Machuca. Fere. Quanto maior a resistência pelo novo, maior a dor. Se não pode haver nova vida sem um nascimento e não pode haver nascimento sem uma morte, não poderá haver morte sem dor para aquele que associa sofrimento a ela.

Devemos, sim, buscar o aprendizado permanente, fruto de todas estas contínuas transformações.

Como não há ninguém sábio demais que não tenha algo a aprender, nem ignorante demais que não tenha nada a ensinar, em nossas muitas vidas, podemos ser os mestres e aprendizes da arte de viver. Eternos buscadores da perfeição.

Enquanto mestres, devemos saber a hora certa de conduzir o aprendiz pelas mãos, a hora de exigir, a hora de abandonar. O grande ensinamento pode estar em ouvir nossos seguidores e deixá-los ao comando da sua própria maestria.

Ensinar que precisamos morrer para podermos nascer novamente.
Ensinar que temos que fracassar para alcançarmos o sucesso.
Ensinar que, depois que tudo terminar, ainda assim, teremos muito tempo pela frente.

Muito tempo para nascer, morrer e renascer... várias vezes.





O jornalista Marcello Pepe trabalhou por muitos anos para o jornalismo brasileiro nos Estados Unidos, onde pôde editar, redigir e diagramar vários periódicos brasileiros. Lançou em 1997 o premiado PlanetaFax, sendo o primeiro informativo diário em português nos EUA. Atualmente, é presidente do Instituto Relaciono, professional coach, palestrante e professor de comunicação em público. Confira o novo blog de Marcello Pepe em www.marcellopepe.com

O conteúdo veiculado nas colunas é de responsabilidade de seus autores.

Assinar feedEnviar por E-mailImprimirVoltar para a seção Novidades

Google
Leia outros Artigos deste autor, clique aqui! Clique aqui e escreva seu comentário!


Comentários do Planeta!

Comentários

Comentário de Cíntia em 30/06/2004 às 10:38hs. (horário de Miami)


Nascemos e morremos todos os dias, na medida das nossas experiências diárias. Nascemos e morremos todos os dias nos diversos âmbitos de nossa experiência de vida.
Muitas vezes, morrer e nascer de novo nos leva a conjecturar se estamos nascendo no lugar e hora certos, dentro da "familia" certa, dentro do contexto social correto. Esse deconhecimento do incerto, do futuro, é que muitas vezes nos aprisiona na velha vida. O medo é algo que surgiu desde que o homem foi criado. E ele nos motivou, em muitas e diversas situações, a grandes ações! Se nascemos para levar uma vida mais complicada do que a que temos, não saberemos antes de vivermos. Essa é a grande surpresa da vida. Mas algo é certo: Se temos a necessidade de morrer, é porque já vivemos o suficiente. E se não há nada a acrescentar neste momento, melhor é buscar renascer onde sejamos úteis e possamos dar e receber algo que nos faça crescer como seres humanos. Nossa única obrigação neste sentido é sermos felizes e fazermos os outros felizes. Em que tempo? No tempo que a vantagem da escolha em nascer de novo nos proporciona. E graças a Deus não temos este tempo pré-definido como quando na barriga de nossas mães.
Muito bom artigo...

Comentário de FRID em 29/08/2004 às 01:08hs. (horário de Miami)

Espinhos?
Renascer de um dia é aparente,mas não o é o ontem. Ontem foi e nunca mais voltará,mas deixa recordações. O amanhã tão sonhado e planejado,nunca chega,para o q não tem o hoje.Todavia,para o q esta no corredor da morte,o amanhã nunca o é desejado. Assim como,o q fica preso por um amor e não o quer deixa-lo ,a perda doe;mas como a agua dos rios precisa continuar a fluir. O Renascer de valores e sem espinhos dos traumas e do orgulho,mas como um simples raio de sol é o mais importante.

Comentário de em 24/09/2004 às 20:21hs. (horário de Miami)

Pois é
Pois é

Comentário de Eliseu Marcos Christo em 17/10/2004 às 00:47hs. (horário de Miami)

Nascer, morrer, renascer tal é lei.
Se não houver a reencarnação, Deus será profundamente injusto. Pois como pode alguem nascer um uma favela e outro e berço de ouro, porque razão um nasce com idiotismo e outro super dotado de inteligência?
O sol nasce para o bandido e para o home bom, Deus não faz distição. Deus nos da através das multiplas existências a oportunidade de repararmos o mal e evoluirmos.

Comentário de em 10/02/2006 às 14:34hs. (horário de Miami)

´Também acho!
também penso que se não houver reencarnação a vida não tem sentido e DEUS seria muito injusto. Pensando assim e acreditando que assim é, vivo mais Feliz para mim e para os outros, encarando a vida com muito optimismo.

Comentário de Delcides Brogliato Engel em 07/12/2006 às 16:03hs. (horário de Miami)

Morte
Já pensei muito a respeito da morte, já freqüentei varias religiões e a duvida permanece, a verdade é que cada seita busca uma verdade que eles não sabe, ai criam, motivos ou significados de acordo com a conveniência de cada um, mas na verdade ninguém sabe nada, são apenas filosofias. Para mim a morte é o fim da existência, na minha opinião a morte é o fim, é como se nunca tivesse existido, é o nada, onde o tempo deixa de existir, tomara que o espiritismo esteja certo, que tenhamos novas oportunidades, senão a vida perde o sentido, principalmente para os que vieram ao mundo só para sofrer, tem que ter a compensação, mas sinceramente acho que só temos uma única vida que devemos usufruir dela o Maximo que podemos, porque não teremos outra chance, tomara que eu esteja errado, mas é assim que penso.

Comentário de marlene em 22/05/2007 às 15:28hs. (horário de Miami)

morte
mentira que o fracasso nos ensina a viver,a morte é a unica solução

Comentário de Marisa em 23/05/2008 às 20:41hs. (horário de Miami)

morrer
Acho a coisa mais normal, só quero é que seja sem dor.... Para dor bastou a vida.
Mas não entendo o "gozo" que certas pessoas têm em viver, viver é um conflito de emoções, de mais coisas más que boas...
Eu prefiro morrer, sair, desistir deixar de ver o que me atromenta, olhar para trás e ver o meu passado. A morte sem dor é sempre bemvinda.

Comentário de Marcello Pepe em 26/05/2008 às 12:07hs. (horário de Miami)

Busca eterna
Acredito que a morte realmente significa um nascimento.
Acredito que nós vivemos enclausurados em 3 ou 4 dimensões que são uma projeção de outras dimensões além destas.
Acredito que a consciência é propriedade da matéria, do cérebro, mas que esta consciência tem a capacidade de se conectar a outras matérias, visto que, conforme a mecânica quântica nos tenta provar, tudo está interligado. Tudo é uma coisa só.
Acredito que a vida como nós a conhecemos é irrelevante e sem uma missão de algum valor para o universo.
Acredito, entretanto, que, tal como quando decidimos fazer um curso, ou freqüentarmos uma academia, devemos levar nossa existência a sério. Fazer com que tudo seja o mais agradável e menos doloroso possível. Fazer com que tudo que experienciamos seja válido.
Se o que nos resta é apenas este cérebro e este corpo e não estamos aptos a fazer nada além de viver enquanto presos a ele, então vamos estudar, vamos aprender, vamos ensinar, vamos amar.
Acredito num monte de coisas, mas tenho certeza de uma: A vida é muito boa quando a gente não se preocupa tanto com ela.

Comentário de José Luiz em 05/12/2008 às 08:25hs. (horário de Miami)

Nascer... morrer ... renascer.
Só para meditação dos companheiros:

A Bíblia afirma em Hebreus 9:27 : " E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo."

E também O Mestre Jesus ensinou em João 3:6,7:
" O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
Näo te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo."

A bíblia não ensina reencarnação, essa filosofia é contrária à Deus e à Sua Palavra.
Nascer de novo é um nascimento espiritual , nada carnal ou fisíco. Nascer de novo é nascer do alto, nascer do Espírito de Deus.
Reencarnação é ensinamento que o homem buscou fora de Deus para tentar se justificar diante Dele com obras meramente humanas.
Obras e sacrifício que agradam à Deus foi de uma vez por todas realizadas por Jesus em prol de todas a humanidade.
Resta ao homem : arrepender-se de seus pecados e de sua vida independente de Deus e pela fé receber a graça de Deus que nos foi oferecida na cruz de Cristo Jesus.

Um abraço,
José Luiz

Comentário de murilo marcos em 24/01/2009 às 07:38hs. (horário de Miami)

a vida terrena é uma só
acredito que se quisermos nascer denovo temos que aprender aqui e agora, não avera utra chansse e sim um julgamento. ou sera que o homen, um dia viria aprender o sentido da vida? pois se não aprendermos agora so nos restara o julgamento. temos que deixar de lado todos as coisas que nos afasta do espirito de DEUS, pois deus é amor. e amando o mundo não tera mais medo da morte. passaremosdeste plano para o proximo com mais sabedoria e tranquilidade. pra nacser é preciso morrer. morrer para o mundo, tomer rumo deferente. penssem nidto pessem em como DEUS é bom. a paz para todos.

Comentário de Antônio Luiz Rodrigues Pinto em 18/10/2012 às 17:50hs. (horário de Miami)

Sou imortal!
Eu sou espírito por isso sou imortal. A morte só existe para o corpo que segue o seu ciclo natural ("Do pó (átomo) vieste e ao pó (átomo) retornarás", portanto o corpo decompõe a forma e volta a seu estado primitivo. Eu sou um espírito que tenho um corpo e não um corpo que tem um espírito. Quando descobri que sou imortal acabaram-se todos os meus grilos, hoje sou um homem espiritualista, não religioso, que encontrei a paz interior. A vida material é necessária para a evolução do espírito, mas quanto mais nos apegamos às coisas e as pessoas mais sofremos e o próprio corpo é o causador de muita angústia por isso o dia mais infeliz de minha vida material foi o dia em que nasci e o dia mais feliz será o dia que irei desencarnar. Não se pode nem comparar a felicidade de viver espiritualmente com os embróglios da vida material. Ningém morre, desencarna e deve ser um momento de júbilo, um verdadeiro eudemonismo. Para vocês que ainda não conseguiram descobrir a verdade sobre a vida e a morte, meus pesames.


Busca rápida:

Assine nosso Boletim!





Anuncie no Planeta!!






Assista a uma aula gratuita em vídeo!




Vídeo em destaque:








Planeta News!

O portal da comunidade brasileira no exterior!

Planeta News

   
© Copyright 1998-2014, Pepe Software Ltda. All rights reserved.
Anuncie | Agenda | Fale conosco | Aviso Legal | Política de Privacidade | Acrescente o Planetanews à sua lista de busca!

Livros no Submarino pelo menor preço | Muitos produtos em promoção no Wal-Mart

Parceiros do Planeta News: