Artigos e notícias:

Opinião com Benito Pepe

Benito Pepe

11/05/2010 14:52

Sócrates: “Só sei que nada sei”

Por Benito Pepe


Sócrates foi um dos maiores filósofos de todos os tempos, nasceu por volta do ano 470 a.C. e morreu em 399 a.C. quando teve que tomar a cicuta (uma espécie de veneno) para se matar, pois foi condenado pela democracia ateniense sob a acusação de perverter os jovens e introduzir novos deuses. Teve como discípulos, entre outros, Xenofonte e Platão. Sócrates ficou conhecido e foi muito divulgado por seus discípulos principalmente por Platão que escreveu vários livros em diálogos, muitos deles, e especialmente na sua fase inicial, têm Sócrates como um dos principais interlocutores e também por isso são chamados de diálogos socráticos.

Sócrates pregava um sistema moral absolutamente alheio às doutrinas religiosas de então e admitia a aristocracia, governo dos melhores, como a forma desejável de administração do estado, isso, entre outras coisas, fez com que se indispusesse com as autoridades conservadoras, o que lhe custou a vida.

O cidadão grego, quando condenado, “tinha uma chance” de fugir, mas Sócrates preferiu permanecer em Atenas e tomar o veneno. Rejeitou vários planos de fuga elaborados por Critão e outros amigos. Suas últimas palavras foram para encomendar o sacrifício de um galo a Esculápio, o deus a quem se atribuía a cura da fadiga e dos males da vida.

Ele era o oposto do ideal clássico de beleza: tinha o nariz achatado, os olhos esbugalhados e a barriga saliente. Sempre cercado de jovens discípulos, gozava de muita popularidade em Atenas, embora seus ensinamentos também lhe valessem grande número de inimigos. Passava a maior parte do tempo ensinando em lugares públicos, como praças, mercados e ginásios, mas ao contrário dos filósofos profissionais, os sofistas, que combatia com vigor, não cobrava por suas lições. Evitava intervir diretamente em assuntos políticos. Pelo menos uma vez, no entanto, entre 406 e 405 a.C. integrou o conselho legislativo de Atenas. Em 404 a.C. arriscou a vida por recusar-se a colaborar em manobras políticas arquitetadas pela dinastia dos Trinta Tiranos, que governava a cidade.

Os diálogos socráticos têm como uma de suas características a aporia, ou seja, eles terminam sem conclusão, ficam sem saída. Sócrates como interlocutor é muito “chato” e leva seus interlocutores a concluírem que pensavam saber, mas depois de serem arguidos e “elevados” ao questionamento compreendem que pensavam saber, assim se conscientizam que não sabem. Sócrates diz a eles: não fique triste por perceber que você não sabe, pelo menos agora você tem consciência da tua ignorância. Agora você sabe que não sabe.

O que Sócrates dizia fazer era a Maiêutica, algo como um processo de parto. Ele dizia que da mesma maneira que sua mãe (que era parteira) dava à luz as crianças, ele era parteiro de homens, fazia nascer o “conhecimento” que já estava dentro das pessoas, ou melhor, despertava um canal, um caminho através da dialética socrática a fim de, pela refutação buscar o “conhecimento” ainda que fosse o da consciência da ignorância.

O exemplo clássico da aplicação da maiêutica é o diálogo platônico intitulado Mênon, no qual Sócrates leva um escravo ignorante a descobrir e formular vários teoremas de geometria. A indução, finalmente, consiste na apreensão da essência (do universal que se acha contido no particular), na determinação conceitual e na definição. Não se trata, para Sócrates, de definir a beleza do cavalo, dos objetos inanimados, do escudo, da espada ou da lança, por exemplo, mas a beleza em si mesma, em sua essência ou determinação universal. Segundo Aristóteles, a indução e a definição podem ser atribuídas a Sócrates, cujo pensamento, a rigor, não se confunde com o de Platão. A teoria socrática das essências, no entanto, preparou a teoria platônica das ideias.


Uma outra grande marca de Sócrates é ter “transportado” o “estudo da natureza” para o estudo do homem ou da “natureza do homem”. Assim ele é um divisor de águas entre os filósofos chamados pré-socráticos que têm basicamente como características o estudo da physis (rudemente traduzimos como natureza), e outros filósofos que vão valorizar o homem. Então Sócrates baixa os olhos, do “céu” para o “chão.” Segundo palavras de Cícero, “Sócrates fez a filosofia descer dos céus à terra”. Antes, os filósofos buscavam obsessivamente uma explicação para o mundo natural. Para Sócrates, no entanto, a especulação filosófica devia se voltar para outro assunto, mais urgente: o homem e tudo o que fosse humano, como a ética e a política.

Desinteressado da física e preocupado apenas com as coisas morais, a antropologia socrática é a essência capaz de regular a conduta humana e orientá-la no sentido do bem. A virtude supõe o conhecimento racional do bem, razão pela qual se pode ensinar. O que há de comum entre todas as virtudes é a sabedoria, que, segundo Sócrates, é o poder da alma sobre o corpo, a temperança ou o domínio de si mesmo.


Há pessoas que dizem: “eu sei isso, sei aquilo, sei tudo. Já vivi muito e não tenho mais o que aprender.”

Bem, quem acha que sabe tudo não está aberto pra aprender, portanto não aprende. E se não aprende não sabe, assim quem pensa que sabe tudo na verdade nada sabe. Ao contrário quem tem consciência que não sabe e está pronto pra aprender sabe muito e quanto mais sabe percebe que mais tem a aprender… Este é o verdadeiro sábio, aquele que tendo consciência da sua ignorância abre o coração para ouvir, ler, viver, enfim aprender.

Como dizia Sócrates: “Só sei que nada sei.” Este é o verdadeiro sábio.

Com essas palavras “só sei que nadas sei” Sócrates reagiu ao pronunciamento do oráculo de Delfos, que o apontara como o mais sábio de todos os homens.

Abraços do Benito Pepe




Empresário, Administrador, Filósofo, Astrônomo Amador, Colunista,  Palestrante, Facilitador, Instrutor e Professor. Pós-graduado em Administração Estratégica de Empresas; Marketing; Filosofia Contemporânea;  e  Filosofia Antiga. Palestrante por paixão, Benito estuda e versa sobre diversos temas tais como Astronomia; Filosofia; Religião; Administração; e Marketing, Além de Assuntos da Atualidade. Dessa maneira suas  Palestras e Treinamentos de Equipes têm um Diferencial Especial. Visite o seu Site/blog >> www.benitopepe.com.br

O conteúdo veiculado nas colunas é de responsabilidade de seus autores.

Assinar feedEnviar por E-mailImprimirVoltar para a seção Opinião

Google
Leia outros Artigos deste autor, clique aqui! Clique aqui e escreva seu comentário!


Comentários do Planeta!

Comentários

Comentário de adriana em 26/02/2011 às 11:19hs. (horário de Miami)

Só sei que nada sei.
Eu simplesmente adorei esse artigo, pela forma e conteúdo. Muito bom, vou ler mais a respeito.
Abraços , Adriana

Comentário de José Irineu de Resende em 24/04/2011 às 13:20hs. (horário de Miami)

Sempre aprendendo
Ótimo este artigo. Quisera eu poder ter a milionézima sabedoria que emana do moior e melhor de todos oa filósofos Sócrates, Sua inteligência era tanta que seus interlocutores, ao final do diálogo, se sentiam constrangidos diante da sabedoria do filósofo.

Comentário de Mariana em 22/09/2011 às 21:21hs. (horário de Miami)

Lembrete
Lembrando que Sócrates é um personagem criado por Platão... Abraços.

Comentário de OTONIEL REINALDO DE LIMA em 25/10/2011 às 07:05hs. (horário de Miami)

"só sei que nada sei
Importante assunto este abordado pelo Benito. Para mim, Sócrtates foi o maior filósofo de todos os tempos, exatamente por nada ensinar e sim por forçar a gente a aprender. Costumo dizer que a faculdade ensina a aprender pois o que lá se aprende é o início do aprendizado. Sócrates dizia isso ao proferir a frase " só sei que nada sei" levando a se trilhar o caminho do "vivendo e aprendendo". Parabéns, Benito Pepe.

Comentário de rodrigo em 28/11/2011 às 12:31hs. (horário de Miami)

só sei que nada sei
está frase fala que o verdadeiro sabio e o ser humano

Comentário de Cleonice Santana em 09/05/2012 às 09:38hs. (horário de Miami)

Só sei que nada sei
O verdadeiro sábio apreende a todo instante, e com todos a sua volta ... há muito mistério entre o céu e a terra e ter consciência de tudo isso, já é primordial para a evolução do ser humano e essência para a busca do conhecimento.

Comentário de Leandro em 06/09/2012 às 16:04hs. (horário de Miami)

Parabéns!
Muito bom seu artigo. Elucida usando um linguagem fácil.
Nos faz pensar que há 2400 anos atrás já havia a preocupação com a evolução moral do ser humano e depois de tanto tempo ainda precisamos ouvir o básico, como se fosse algo novo e tão difícil de alcançar.
Moisés falou, Sócrates também, veio Jesus para exemplificar, mas ainda somos crianças morais passeando pela Terra.

Comentário de marcelo em 16/09/2012 às 14:32hs. (horário de Miami)

"Só sei que nada sei"
parabéns bem lembrado, nos não sabemos nada,mas acada dia aprendemos uns com os outros,não devemos desistir, temos que lutar aprender e se dedica de toda nossa alma e de todo nosso coração

Comentário de Aparecida Francisca de Melo em 17/09/2012 às 08:21hs. (horário de Miami)

Só sei que nada sei
Sócrates foi um homen muito sábio, pois nos ensinou conceitos, pois quando falamos que sabemos, não sabemos nada e aprendemos a todo instante seja em todo sentido da nossa vida, pois a vida é um aprendizado e uma escola, e a máquina humana é magnifica e deslumbrante e é por isso que devemos mais e mais o nosso conhecimento e crescer cada vez com sabedoria com todos.

Comentário de beateiz andrade em 22/10/2012 às 10:30hs. (horário de Miami)

socrates e os sofistas
Vou fazer uma explicacao amanha na escola sobre socratis e os sofistas mas teem muita coisa pra falar sobre eles i nao sei o qe falar.
Mim ajudem ... Preciso ter alguma coisa enteresssante i bemm explicado para falar poqe tda a turma ta pesqisando da internet qeto um assunto so meu se puder mim ajuda tai meu numero 9292350217. Mim ajudem e urgente !!!!!!!

Comentário de Atenenses em 07/11/2012 às 12:22hs. (horário de Miami)


...Ele era o oposto do ideal clássico de beleza: tinha o nariz achatado, os olhos esbugalhados e a barriga saliente. kkkkkkk.
Sócrates não deixou nada sobre ele,tudo que sabemos foi através de Platão. A existencia de Sócrates não foi comprovada, muitos acreditam que Sócrates era apenas um pernonsgem criado pelo filósofo e matemático PLATÃO.

Comentário de MARCELO PEREIRA DA SILVA em 05/02/2013 às 20:32hs. (horário de Miami)

AMEI
PARABENS ESTE ARTIGO É EXCELENTE

Comentário de Lu em 15/03/2013 às 01:39hs. (horário de Miami)


por tanto ouvir na cadeira de filosofia decide viajar pelo mundo filosofo e desde então cheguei a esta pagina onde vi + aprofundado o pré-Sócrates!

Comentário de THAMYRIS DE CARVALHO em 18/03/2013 às 14:17hs. (horário de Miami)

ADOREIIII
SUPER 10, TODO ASSUNTO ABORDADO , ESTOU ESTUDANDO MUITO SOBRE SÓCRATES , SOBRE A IDÉIA QUE DEFENDIA E LUTAVA POR ELA , NÃO SE PREOCUPAVA EM RETALHAÇÕES ELE SÓ ESPERAVA QUE A JUSTIÇA FOSSE REALMENTE FEITA ELE SERIA INOCENTADO. AMO APESAR DE TER ALGUMAS DÚVIDAS AINDA .

Comentário de Marlene Kremer em 19/03/2013 às 15:18hs. (horário de Miami)

Sábio é admitir que pouco ou nada se sabe!
Amei! E acho que pouco importa nos se Sócrataes foi gordo ou magro, pobre ou rico, personagem inventado, se escreveu ou não livros ou se Platão precisou criar um personagem para demonstrar a insignificância do ser humano no que tange sabedoria, criação, análises a serem reinventadas para que se chegue a um denominador comum e ou, que, beneficie nosso conviver entre raças pensantes. O que importa, ralmente, é que conforme diz o dito popular "vivendo é que se aprende" ou seja "só sei que nada sei", abraços! Parabéns!!


Busca rápida:

Assine nosso Boletim!





Anuncie no Planeta!!


Assista a uma aula gratuita em vídeo!








Vídeo em destaque:








Planeta News!

O portal da comunidade brasileira no exterior!

Planeta News

Assista a uma aula gratuita em vídeo!
   
© Copyright 1998-2014, Pepe Software Ltda. All rights reserved.
Anuncie | Agenda | Fale conosco | Aviso Legal | Política de Privacidade | Acrescente o Planetanews à sua lista de busca!

Livros no Submarino pelo menor preço | Muitos produtos em promoção no Wal-Mart

Parceiros do Planeta News: